O descanso e a recuperação fazem parte um estilo de vida saudável e são essenciais para a saúde em geral. Saiba qual o impacto do exercício físico no sono.

Passamos cerca de um terço da nossa vida a dormir e as funções importantes como conservação de energia, metabolismo anabólico (síntese de substâncias), amadurecimento do sistema nervoso central, consolidação da memória e secreção hormonal são desempenhadas durante o sono.

O sono fortalece o sistema imunológico, impacta a secreção de hormonas – como hormonas de crescimento e insulina – consolida a memória, para dar apenas alguns exemplos.

O sono adquiriu importância crescente, pelo impacto que a vida moderna tem no ciclo sono-vigília. 

Alterações no padrão do sono

A Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) é uma condição clínica frequente que se caracteriza por episódios repetidos de obstrução da via aérea superior durante o sono, associados a aumento do esforço respiratório, dessaturação de oxigénio intermitente e fragmentação do sono.

A consequência direta da apneia do sono é a alteração do padrão do sono, onde há uma incapacidade de se atingir as fases profundas, que são as fases restauradoras, as que permitem o descanso físico e mental. Deste modo, o doente não se sente restabelecido pela manhã como uma pessoa normal. Pode ter sonolência durante o dia, quer no emprego, quer a conduzir ou a fazer outras atividades simples do dia a dia. Poderá também ter cefaleias, irritabilidade, alterações do humor. Nas situações mais graves poderá haver deterioração intelectual, da atenção, memória e raciocínio bem como impotência sexual.

Existem diversos tratamentos para a SAOS como a terapia medicamentosa, reeducação alimentar e terapia de aparelhos orais, mas há dois métodos muito mais utilizados que são a Pressão Positiva ao Contínuas nas Vias Aéreas (CPAP) e o exercício físico.

O efeito do exercício físico ao nível do sono tem despertado o interesse e a pertinência de estudos englobando áreas multidisciplinares, tais como a medicina, as ciências do desporto, psicologia, sociologia, entre outras de manifesto interesse. 

Grupo a fazer aula de alongamentos | Impacto exercício físico no sono | Holmes Place

Impacto do exercício físico no sono

Por muito tempo acreditou-se que os benefícios do exercício físico no tratamento da AOS estariam associados à redução do peso corpóreo; no entanto, estudos experimentais e clínicos demonstraram que esses benefícios ocorrem independentemente da perda de peso.

O exercício aeróbico mostrou-se uma forma de tratamento eficaz para pacientes com AOS, reduzindo a gravidade dos sintomas, a sensação de cansaço, sonolência diurna e, consequentemente, melhorando a qualidade de vida dos indivíduos.

Os tipos de exercício e as formas de execução variam de acordo com a capacidade dos pacientes. É aconselhado de procurar a orientação de Técnico Especialista em Exercício Físico para a sua avaliação e ajuda para realizar os exercícios da melhor maneira possível, evitando maiores complicações.

Thordis Berger

CMO – Chief Medical Officer – Portugal

Referências Bibliográficas

1. McNicholas WT, Bonsignore MR; Management Commitee of EU COST ACTION B26. Sleep apnoea as an independent risk factor for cardiovascular disease: current evidence, basic mechanisms and research priorities. Eur Respir J 2007 Jan; 29 (1): 156-78. 

2. Thurnheer R. Obstructive sleep apnea and cardiovascular disease – time to act! Swiss Med Wkly 2007 Apr 21; 137 (15-16): 217-22.

3 Ramar K, Dort LC, Katz SG, Lettieri CJ, Harrod CG, Thomas SM et al. Clinical Practice Guideline for the Treatment of Obstructive Sleep Apnea and Snoring with Oral Appliance Therapy: An Update for 2015. J Clin Sleep Med 2015;11(7):773– 827.

4 Andrade FMD, Pedrosa RP. The role of physical exercise in obstructive sleep apnea. J Bras Pneumol. 2016;42(6):457-464.

5. Schwartz AR, Gold AR, Schubert N, Stryzak A, Wise RA, Permutt S, et al. Effect of weight loss on upper airway collapsibility in obstructive sleep apnea. Am Rev Respir Dis. 1991;144(3 Pt 1):494-8. http:// dx.doi.org/10.1164/ajrccm/144.3_Pt_1.494

6. Quan SF, O’Connor GT, Quan JS, Redline S, Resnick HE, Shahar E, et al. Association of physical activity with sleep-disordered breathing. Sleep Breath. 2007;11(3):149-57. http://dx.doi.org/10.1007/s11325- 006-0095-5 

7. Sengul YS, Ozalevli S, Oztura I, Itil O, Baklan B. The effect of exercise on obstructive sleep apnea: a randomized and controlled trial. Sleep Breath. 2011;15(1):49-56. http://dx.doi.org/10.1007/s11325-009-0311-1 

8. Awad KM, Malhotra A, Barnet JH, Quan SF, Peppard PE. Exercise is associated with a reduced incidence of sleep-disordered breathing. Am J Med. 2012;125(5):485-90. http://dx.doi.org/10.1016/j. amjmed.2011.11.02

9. Aiello KD1, Caughey WG1, Nelluri B2, Sharma A2, Mookadam F2, Mookadam M3. Effect of exercise training on sleep apnea: A systematic review and meta-analysis. Respir Med. 2016 Jul;116:85-92. 

24h LIVE STATS

  • 106,070
  • 936,486
  • 19,923
error: Content is protected !!