Connect
To Top

Um ovo por dia na prevenção das doenças cardiovasculares

Sabe-se que as doenças cardiovasculares, como as cardiopatias isquémicas e os acidentes vasculares cerebrais (AVC), são as maiores causas de mortes do mundo. E os maiores alvos de estudos e preocupações, a par da doença do século, o cancro.

Num estudo realizado na China, país onde grande parte das causas mortais é o derrame cerebral, apontam-se os ovos como fonte importante de colesterol mas também de proteínas de alta qualidade, muitas vitaminas e componentes bioativos, como os fosfolipídeos (lípidos que contém ácido fosfórico) e carotenoides (importantes na alimentação e antioxidantes).

Na pesquisa, a equipa de investigadores da China e do Reino Unido, liderada pela Escola de Saúde Pública da Universidade de Pequim, propôs-se a examinar as relações entre o consumo de ovos e as doenças cardiovasculares, recorrendo aos dados de um estudo a decorrer e que juntava mais de 500 mil pessoas adultas (30-79 anos) de 10 regiões diferentes da China. Os participantes, recrutados entre 2004 e 2008, foram questionados sobre a frequência do consumo de ovos e foram acompanhados para determinar a sua morbilidade e mortalidade.

A análise dos resultados mostrou que em comparação com as pessoas que não consomem ovos, o consumo diário de ovos está associado a um menor risco de doenças cardiovasculares…

Os consumidores diários de um ovo baixaram em 18% o risco de padecer de uma doença cardiovascular… Só em relação a um AVC a probabilidade baixou 26%. Por outro lado, o consumo diário de ovos levou também a uma redução de 25% no risco de cardiopatia isquémica.

No entanto, por ser uma analise de observação sem que esteja determinado nenhum dado bioquímico e fisiológico para tal efeito, e apesar da amostra tão vasta, não podem tirar com este estudo uma conclusão categórica de causa efeito.

Estudo – Journal Hearts

Source link

More in LIFESTYLE