Primeiro, antes de voltar à sua rotina no ginásio, informe-se se o seu clube exige que os sócios utilizem, ou não, máscaras durante o treino. Caso contrário, cabe-lhe a si tomar essa decisão.

Do ponto de vista médico, a utilização duma máscara durante o exercício físico poderá ser uma opção. No entanto, deve ter a consciência que esta proteção restringirá a quantidade de ar inalado.

Assim, dependendo da espessura do material, uma máscara que cobre a boca e o nariz, poderá dificultar a respiração. Poderá ser necessário modificar a intensidade do treino e realizar menos repetições.

No caso de optar para a sua utilização durante o treino escolha uma máscara que também permita uma respiração confortável. 

Usar uma máscara durante o treino é certamente uma mudança no início – não apenas mentalmente, mas também para o organismo. 

É importante ouvir o seu corpo e fique atento aos sinais do seu organismo.

Indivíduos com condições cardiovasculares ou respiratórias subjacentes devem ter cuidado a realizar esforço físico com uma máscara facial. Nestes casos, é recomendável consultar o médico assistente e eventualmente optar pelo treino sem máscara.

Qual é o material recomendado?

As máscaras descartáveis normais ou até as máscaras de algodão caseiras, principalmente quando suamos muito, rapidamente ficam húmidas e molhadas e têm uma maior tendência para se deslocarem à medida que nos exercitamos. Além disso, a inspiração através de uma máscara ou tecido húmido, além de ser mais difícil do que quando seca, gera uma perda da eficiência antimicrobiana do acessório.  

Aqui, uma mistura de nylon e elastano (licra) poderá ser favorável. Estes são os tecidos que também conhecemos de roupas de banho ou t-shirts desportivas. Estes tecidos têm também propriedades de secagem extremamente rápida. 

Já as máscaras médicas (FFP2) destinam-se a filtrar partículas muito pequenas, incluindo partículas em suspensão no ar como aerossóis, oferecem uma boa proteção bidirecional, filtrando assim tanto a entrada como a saída do ar. No entanto, este tipo de máscara, diminui também ligeiramente a concentração do oxigénio na inspiração.

O treino de força moderado, é mais recomendável sob uma máscara do que o treino de cardio? 

Com uma máscara que permita a troca gasosa suficiente, os dois tipos de treino com uma máscara são possíveis. 

É crucial sentir-se confortável durante o treino e que não haja desconforto ao usar uma máscara. Lembre-se que qualquer máscara que coloque irá condicionar o fluxo do ar que respiramos.  

Um deficit de oxigénio no sangue (hipoxemia) pode manifestar-se com uma sensação de fraqueza, tontura e indisposição geral. Neste caso, deve parar imediatamente o treino. 

Quem quiser usar uma máscara descartável ou de algodão durante o exercício, deverá evitar um treino de alta intensidade e optar para um treino moderado. 

Qualquer que seja a sua escolha de máscara não prescinde a necessidade de manter a distância na prática desportiva assim como lavar e desinfetar as mãos eventuais utensílios logo antes e depois do exercício. 

Referências Bibliográficas:

– Leung, N.H.; et al. Respiratory virus shedding in exhaled breath and efficacy of face 

masks. Nature Medicine. 2020. – Lipman, G.S., et al. Study Looking at End Expiratory 

Pressure for Altitude Illness Decrease (SLEEP-AID). High Alt Med Biol. 2015 

Jun;16(2):154-61. doi: 10.1089/ham.2014.1110. Epub 2015 May 7. PubMed PMID:   

25950723. – Malik, S.S.; et al. A simple method to prevent spectacle lenses misting up 

on wearing a face mask. Ann R Coll Surg Engl. 2011 Mar; 93(2): 168. 

doi: 10.1308/003588411X12851639107313b… – Veja mais em 

https://paolamachado.blogosfera.uol.com.br/2020/04/21/devo-usar-mascara-ao-

praticar-exercicios-ao-ar-livre-quais-os-riscos/?cmpid=copiaecola 

Thordis Berger

CMO – Chief Medical Officer – Portugal

PUBLICIDADE

24h LIVE STATS

  • 1,037,737
  • 21,306

LANGUAGE

Em destaque

error: Content is protected !!